1 Flares Filament.io 1 Flares ×

Dia desses eu estava conversando num grupo no Facebook (sim, todos os meus textos nascem a partir de conversas que tenho por aí!) sobre as fotos que a gente posta no Instagram. Algumas das meninas estavam falando sobre pessoas que fazem caras e bocas, mil poses e até mesmo questionando a felicidade real por trás daqueles cliques.

Eu concordava com algumas questões, mas ao mesmo tempo pensava que todo mundo é um pouco falso nas redes sociais. Eu, como blogueira, posto mais de uma foto por dia porque, né, é o meu trabalho e eu preciso alimentar as mídias que uso para isso. Mas também conheço pessoas que não trabalham com a internet e alimentam suas redes sociais com os melhores cliques possíveis, nas poses mais bonitas e até mesmo com o famigerado feed organizado.

E eu conheço essas pessoas pessoalmente, algumas fotos sou eu quem tiro, e posso te afirmar com toda certeza que a felicidade por trás das câmeras é a mesma vivida no momento da foto. A gente tem a mania de falar que quem está ali registrando o momento e o editando em vários filtros do VSCO não está vivendo de verdade. Pode ser que a pessoa não esteja lá tão feliz assim? Pode! Mas o que te garante que ela não está?

Em contextos e vivências diferentes, você também edita suas fotos (mesmo que seja pra mexer só na iluminação delas!), você também grava mil stories para registrar aquela festa incrível no final de semana, você também escolhe a sua melhor versão para postar no Instagram, você também tem aplicativos de edição e você também, claro, é um pouco falso nas redes sociais.

Ninguém aqui vai postar uma foto que acha feia, ou a comida requentada do dia seguinte. Ninguém aqui vai postar a cara de choro porque causa de um dia ruim ou um look mulambento usa para limpar a casa naquele faxinão do final de semana. O seu Instagram é uma parte muito bem editada da sua vida e isso não faz dela algo que não existe. É só uma parte do que você vive, um recorte. E é assim com todo mundo, mesmo com quem trabalha com a rede expondo o tempo todo o que faz ou deixa de fazer.

O problema dessa falsidade de nós todos nos Instagram é quando ela se torna real. Porque existe uma linha bem tênue aí, né? Acho que por isso que a gente se vê no direito de falar que quem faz stories demais ou posta fotos demais não é feliz de verdade. Mas acho que aí cabe à pessoa avaliar se as redes sociais estão prejudicando a vida dela em vários sentidos.

Pode ser que você se sinta mal ao ver uma pessoa que está vivendo coisas diferentes que você (como falei neste texto aqui que fiz para o Chata de Galocha), odeie seu corpo ao ver uma musa fitness malhando às 5 da manhã, se sinta pobre vendo a blogueira rica da timeline mais próxima, se esforçando a exaustão para parecer com a influencer x ou y, enfim, vários sentimentos ruins por causa do recorte da vida de outra pessoa.

Se isso estiver acontecendo, é melhor você rever sua relação com a tecnologia. A nossa falsidade diária ao postar uma foto não é ruim, quando digo falsidade aqui não é no sentido pejorativo. Ela se torna algo ruim quando te machuca, te faz sentir mal. Se você está se sentindo assim nas redes sociais, é melhor rever quem você segue. Se uma pessoa não te inspira de forma positiva, é melhor não acompanhar o feed dela.

Acho importante você lembrar que a vida de ninguém é 100% perfeita. Todo mundo tem seus dias ruins, suas frustrações. A diferença está em como cada um lida com aquilo. E se você se sente assim ao ver ou postar uma foto no Instagram, é melhor você prestar mais atenção no que te faz bem, sabe?

Se posou, editou e postou uma foto porque gosta mesmo de fazer isso, tudo bem. TODO MUNDO faz isso. É aquela falsidade que todo mundo tem ao alimentar suas redes sociais com os melhores recortes de suas vidas. Agora se você está fazendo isso porque se sente forçada, está fazendo algo que não te representa, só para se encaixar e no final se sentir menor que o outro, implorando por likes e se sentindo mal quando eles não vem, é melhor mudar isso aí.

A gente usa nossas redes sociais para postar a melhor versão de nós mesmos, a parte mais legal das nossas vidas, sendo com muitos filtros, um feed organizado e um stories lotado ou não. E quando a gente faz isso de forma genuína, sabendo que o Instagram é só o Instagram e que ele não interfere de forma negativa na sua vida, fica mais legal ainda de acompanhar – e editar!

 

 

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 1 Email -- LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 1 Flares ×