quinta-feira, junho 23, 2016


..

Nos últimos tempos eu estava pensando em uma coisa que me incomoda bastante: gente que vive para falar mal dos outros. Antes de mais nada, já vou comentar que não sou nenhuma santa, que já falei e falo mal dos outros sim, mas a minha questão aqui são as pessoas que fazem disso o principal tema de todas as suas conversas.

Eu convivo e já convivi com algumas pessoas assim e, ao mesmo tempo que é incômodo estar ao lado delas, é triste vê-las tão preocupadas com o que os outros fazem ou deixam de fazer. Além disso, é algo que também me deixa em estado de alerta. 

Penso: se essa pessoa fala tanto dos outros assim, inclusive dos próprios amigos, o que será que ela não fala de mim por aí? Porque vocês sabem que é isso é bem plausível de acontecer, né? Principalmente quando ouço o que é falado e vejo, depois, pessoalmente, a pessoa sendo próxima do seu alvo de críticas, beirando a falsidade mesmo! É muito contraditório para mim. Juro que não entendo! 



Não é tão mais bacana estar perto de alguém que compartilha coisas legais com você? Que conta acontecimentos felizes, engaçados, conversa normalmente, mas sem ficar alfinetando os outros em todas as oportunidades que têm? Gente que reclama o tempo todo, critica todo mundo, muitas vezes sem fundamento algum, e vive para destilar veneno por aí cansa, pesa o ambiente. 

Quando estou perto de pessoas assim, fico incomodada já pensando que, depois, elas vão falar para os outros sobre o meu cabelo, a roupa que eu estava usando, o estado das minhas unhas, o que disse ou não disse e qualquer outra coisinha que não vai mudar em nada a vida delas. A gente tem implicância com algumas pessoas sim, é claro que tem. Mas acho que existe um abismo entre você comentar uma coisa ou outra e viver em função destes comentários, sabe? 



A gente vive em um momento de muita exposição, eu sei. E, com isso, o alvo em nossas costas fica muito maior. Mas, vamos pensar: o seu constante alvo de críticas maldosas fez algo para você? As atitudes dele interferem na sua vida? Pessoalmente você o trata de forma próxima (e não digo aqui ser educado, mas sim conversar, demonstrar carinho, proximidade...)? Ao final dos comentários feitos você se sente bem?

Se a resposta para as duas primeiras perguntas forem não, acho que já é suficiente para você largar mão deste comportamento incômodo. Se a resposta para a terceira pergunta for sim, acho que você deve rever algumas coisinhas no seu caráter. E dificilmente a resposta para a última pergunta será um sincero sim porque, né, quem se sente bem fazendo do outro o principal assunto da sua vida?

Destilar um pouquinho de veneno por aí é normal, todo mundo faz isso. Mas a partir do momento que você faz dessa prática um hábito, você incomoda os outros e não vive sua vida. Quando se está feliz, é isso que tem maior espaço nas suas relações com os outros e consigo mesmo, é isso você vai emanar. 



Caso não seja, é melhor reconhecer e trabalhar isso aí, viu? Não adianta se achar acima de todo mundo e se sentir um lixo quando não tem ninguém por perto. Enquanto os outros estão vivendo de uma forma que você tanto critica o tempo todo, você está aí, existindo em função de falar mal deles e a vida passando, passando...  Afinal, não é atoa que dizem por aí que gente feliz não enche o saco, certo? 


Comments

quarta-feira, junho 22, 2016


..


Eu estava bem curiosa para testar um dos mais recentes lançamento da Natura, na linha Una, o Blur Me. O produto é um daqueles que dá um efeito mate aveludado na pele, prometendo deixá-la uniforme e livre de oleosidade. Como se fosse um photoshop instantâneo na vida real, sabe? Como eu tenho o rosto bastante oleoso, pra mim, produtos como este são sempre muito importantes na minha rotina de beleza. 

Nas palavras da marca, "o Blur Efeito Instantâneo de Natura Una transforma a pele instantaneamente com acabamento matte e toque aveludado. Sua nova tecnologia BlurMe® possui partículas soft focus que agem desfocando as imperfeições da pele, possibilitando o disfarce de sinais e de poros, uniformizando o tom da pele e reduzindo o brilho",

Ele pode ser usado de diversas formas, como quando a gente quer sair de cara limpa por aí ou com maquiagens pesadas que envolvem diversos produtos. O grande lance dele é disfarçar as imperfeições da pele do rosto, deixando-o bem lisinho e sedoso. 


A primeira coisa que gostei neste produto: a textura! Parece um silicone bem grosso que tem um rendimento muito bacana na pele. Tenho oleosidade apenas na zona T, por exemplo, então, um pouquinho mais do que isso que tem no meu dedo já o suficiente para cobrir essa área. 

Eu fiquei um tanto quanto surpreendida com o toque gostoso que ele deixa na pele ao ser aplicado. Parece que você está passando a mão em um veludo, sabe? Não senti super diferença no disfarce dos poros, o que mais pegou pra mim foi a redução do brilho. Ao passar o Blur, parece que você realmente colocou uma capa fosca no rosto - e isso é muito legal!

Usei com e sem maquiagem. Sem outros produtos, achei que ele segurou a oleosidade por um tempo bacana, coisa de 3/4 horas - pra quem tem pele oleosa, isso é uma vitória! Quando usei maquiagem, inclusive base, me surpreendi em como ele funcionou bem! Segurou a oleosidade por mais ou menos o mesmo período, então, achei bacana. Usei a base ultra matte e pó translúcido, o que também pode ter ajudado.

Minha conclusão final é que é, sim, um ótimo produto e que quero repor quando este que recebi acabar. Ele custa R$69,00, um pouquinho caro, mas, no final, acho que vale pela eficiência e rendimento! 



Comments

terça-feira, junho 21, 2016


..

Se tem um amor na minha vida que eu sei nunca vai acabar é o meu amor pela Netflix. Além de disponibilizar vários filmes e séries que assisto, a empresa anda produzindo documentários de tirar o fôlego. Um deles é Chef's Table, um compilado de episódios que contam a histórias dos chefs de cozinha mais importantes do mundo! 

Desde a estreia da primeira temporada do documentário (são duas, até o momento) que estava com vontade de assisti-lo. Vi MUITA gente indicando nas minhas redes sociais, sabe? Até que em uma madrugada de tédio eu resolvi dar o play e, nossa, assisti praticamente tudo de uma vez. São seis episódios em cada temporada. É pouquinho, mas tudo muito enriquecedor! 


Não sou grande entendedora de gastronomia, mas é algo que tenho muita vontade de conhecer mais. Apesar disso, eu amo comer, né gente? Se pudesse, passaria minha vida mastigando, haha. Além disso, também como com os olhos. Sou uma pessoa muito visual e coisas bonitas realmente importam para mim.

E em Chef's Table os meus olhos não paravam de brilhar por tudo. Desde os pratos impecavelmente construídos pelos chefs até a fotografia de todo o documentário. Me emocionei várias vezes com estes profissionais que veem comida com outra visão, como algo pra lá de extraordinário e que vai muito além de um prato caro num restaurante com estrelas Michelin


Eu gostei de basicamente todos os chefs que assisti até agora (faltam três episódios para eu terminar a segunda temporada), mas posso dizer que, entre os meus favoritos, está o Alex Atala. A história do chef brasileiro e de como ele enaltece a nossa culinária é linda de se ver. Às vezes, a gente critica tanto tudo que acontece em nosso país que esquecemos das riquezas que ele têm. Assistindo ao episódio de Atala, agradeci pela rica natureza que temos e tudo que ela pode nos proporcionar! 

Fiquei encantada também pelo chef Francis Mallmann. Ele cozinha nas ilhas da Patagônia, assim, no meio do mato! E isso é maravilhoso demais, especialmente pela técnica dele ao cozinhar e dispor os alimentos. Me apaixonei também pela chef Dominique Crenn, uma mulher forte, divertida e amorosa dos EUA que coloca todos estes sentimentos como ingredientes ao cozinhar seus pratos e servi-los com perfeição. De todos, ela é alguém de quem que queria ser muito amiga - ou apenas conversar por um bom tempo! 


As pessoas que conheço e que já assistiram Chef's Table disseram que o episódio do chef indiano Gaggan Anand é mais incrível e emocionante. Devo assisti-lo no final de semana e estou ansiosa para conhecer a história porque me encanto pela cultura indiana. 


Então, óh, se você tem tem Netflix e gosta de gastronomia, não deixe de assistir o documentário. É tão incrível que, se tiver tempo, vai assistir tudo numa sentada só. Ah, mas lembre-se de comer alguma coisa antes ou durante a sessão porque, olha, você vai ficar com muito fome! ;)

Comments

quinta-feira, junho 16, 2016


..

Vocês perceberam que os patches, aplicações coloridas de tecidos, voltaram com força neste inverno? Eu lembro disso lá da minha infância, nos anos 90, em que as jaquetas e calças jeans vinham com desenhos super coloridos e fofinhos. Amava! Depois, isso "desapareceu", nunca mais vi. Como a gente anda vivendo intensamente a moda de 20 anos atrás, os patches voltaram e vêm dando vida à looks incríveis por aí.

Uma das pessoas que vejo mais usando este tipo de acessório a Magá Moura (@magavilhas no Instagram), que é incrível para se acompanhar nas redes sociais pelo bom humor e estilo único. Além disso, no Pinterest, é claro, é possível encontrar diversas ideias de como colocar patches em suas roupas e deixá-las muito mais divertidas. Vejam só algumas inspirações: 




E o mais legal é que essa é uma ideia de customização, ou seja, você não precisa comprar um jaqueta com patches. Aplicar os acessórios é muito fácil e tem muitas lojas vendendo kits bem legais por aí. Tudo que você precisa para colocá-los em sua jaqueta ou calça é de um ferro de passar.


Massa, né? Eu gosto bastante da ideia, especialmente para dar vida nova aos jeans que tenho encostados aqui em casa. ;)

Comments

terça-feira, junho 14, 2016


..


Vamos aos produtos de beleza que mais usei no mês passado? O meu destaque entre eles, é, com certeza, o creme modelador anticelulites da Nivea. Já testei, da mesma marca, um creme do tipo há muito tempo e gostei bastante. Com este não foi diferente. Junto aos exercícios físicos e melhora na alimentação, já senti uma boa diferença em apenas um mês. Além disso, no vídeo também mostro novidades para o cabelo, e muito mais! :)


Produtos citados: 
- Creme Pernas Renovadas Anticelulite, da Nivea
- Hidratante facial Pigmentclar Serum, da La Roche-Posay
- Finalizador Cicatri-Creme, da Elseve (resenha aqui)
- Máscara de cílios The Colossal, da Maybelline
- Paleta de sombras neutras Linha Aquarela, da Natura (resenha aqui)

Comments