segunda-feira, agosto 22, 2016


..

Você já percebeu como a gente reage a elogios? Todo mundo gosta, mas poucos ficam confortáveis com eles. E não digo elogios online, porque estes ninguém vê a nossa reação. Digo cara a cara mesmo, sabe? 

Eu mesma fico tão sem graça, mas tão sem graça, que quase me enfio num buraco. Ou se a pessoa começa a elogiar demais, eu já fico desconfiada. Penso: será que ela está elogiando mesmo, com sinceridade? Principalmente se já for alguém com quem tenho um pézinho atrás. 

E sabe porque fico assim? E sabe porque você também, com certeza, não reage com naturalidade a elogios cara a cara? Porque a gente não está acostumado. Não temos a cultura de elogiar uns aos outros. Ao ouvir um elogio ~do nada~, passa pelas nossas cabeças inveja, falsidade, e até algum interesse por trás - seja positivo ou negativo. Triste isso, né?

Para que uma coisa se torne costume, é simples: comece a praticá-la. Se você acha que sua amiga está especialmente bonita hoje, diga isso à ela. Se você gosta do trabalho de alguém, fale com essa pessoa. Diga que o que ela faz é interessante, que acrescenta na sua vida, que é bonito, que é bacana. Um simples "seu cabelo está lindo" ou "gostei do que escreveu" pode mudar o dia de alguém.


E você que ouvir um elogio, aceite-o de bom grado. Seja menos neurada, rs, e não ache que a pessoa está sendo falsa ao dizer que você está bonita na roupa que escolheu usar. Acredite que aquilo é um elogio sincero, que ela realmente gostou do que você está vestindo e quis te dizer isso. A gente fica tão feliz com os "lindas" na nossa foto no perfil do Facebook, por que não ficar pessoalmente também? 

Há uns dias compartilhei no meu perfil pessoal no Facebook dois posts sobre a importância de apoiar alguém, elogiar o trabalho dos seus amigos e de quem você gosta. E aqui digo que reconhecimento e elogios não são importantes somente na vida profissional, eles são importantes para a vida em geral.

Ninguém está pedindo confete, sabe? Se você sente, com SINCERIDADE, que deve fazer um elogio a alguém, faça. Acostumar com as críticas, infelizmente, é fácil. E isso impede muita gente de seguir em frente com um projeto, uma ideia. O certo é não ligar para a opinião dos outros, mas a gente liga sim - nem que seja um pouquinho. Então, façamos dessa opinião algo positivo.

Te desafio hoje a elogiar ao menos cinco pessoas. Por qualquer coisa, da aparência ao trabalho. Qualquer coisa mesmo! Só diga algo bacana para alguém e repare na reação. Coloque um sorriso no rosto de alguém ao dizer algo legal e acostume-se a ouvir coisas legais sobre você mesmo também. 

É este ciclo que precisamos cultuar num mundo em que todo mundo está sempre pronto para apontar o dedo para dizer o que tem de errado nos outros. Que apontemos o outro dedo e digamos o que está certo, o que é belo, o que inspirador. 

Comments

terça-feira, agosto 02, 2016


..


Tá, eu sei que um monta de gente vai torcer o nariz logo ao ver a primeira foto desse post. Entendo porque, né, é um batom preto, cor que praticamente ninguém está acostumado a ter em sua necessaire. Assim como contei neste post aqui, as coisas estão mudando. Cores simples não são o suficiente pra gente e queremos, sim, ousar cada vez mais.

E, bom, quem me conhece sabe que eu adoro testar tons diferentes em meus lábios e desde a primeira vez que o batom Cisne Negro, da Pausa Para Feminices para a T.Blogs, que fiquei louca para usá-lo - mesmo que seja para fazer carão em fotos. 


O Cisne Negro é batom preto com glitters prateados. Bem diferentão mesmo! A textura dele é matte, o que faz do tom ainda mais incrível, bonito e chamativo na maquiagem. Usei o produto pela primeira vez ontem enquanto gravava vídeos para o canal do blog e fiquei alucinada pelo efeito dele na luz por causa do reflexo dos brilhos.

Ao contrário de outros tons matte líquidos tenho da marca, ele não craquelou tanto nos meus lábios. É um produto pigmentado, em que com apenas uma camada você consegue a cor de forma uniforme, sem manchar. A minha única reclamação é que ele sai muito  rápido no centro dos lábios a medida em que você vai falando, sabe? Aí fica aquela faixa vermelhinha em meio ao preto na boca. É estranho...


Se você gosta de tons ousados, eu o recomendo de olhos fechados. Nunca vi uma cor assim em anos que trabalho com beleza. Este é batom para quem não tem medo do diferente - e muito menos dos olhares tortos de pessoas na rua. Quem aí tem coragem de usar?

O batom Cisne Negro, da Pausa para Feminices para a T.Blogs, custa R$26,90 e pode ser adquirido clicando aqui

Comments

terça-feira, julho 26, 2016


..

Outro dia eu estava no salão e, bom, não tive como não ouvir a conversa de uma moça que estava ao meu lado. Ela estava com o celular na mão rolando a timeline do Instagram e comentando em voz alta: "nossa, como fulana é magra", "olha essa roupa que ela está usando que linda", "meu deus, olha essa foto, sério. Que lugar incrível", "queria ser assim", e mais um monte de comentários a medida que o seu dedo se movia na tela do celular.

Continuei na minha. A cabeleireira comentou com ela: "esse pessoal não deve ter problema nenhum na vida". Aí a moça respondeu: "pois é, minha vida é um tédio, não faço nada de interessante e esse povo só viaja, só faz coisas incríveis". 

Saí do salão e vim para casa pensando no que ela falou. Poderia ter entrado no assunto, já que ela falava olhando na minha direção, mas estava um pouco mal humorada para conversar, rs. A conversa ficou na minha cabeça o dia inteiro, fiquei só pensando no tempo que a gente fica com o olho no celular, desejando a vida de outras pessoas e esquecendo a nossa própria. 

Eu sou heavy user de redes sociais. Mesmo! Fico com o celular na mão o dia inteiro. Olho uma foto aqui, uma foto acolá, e, claro, fico desejando algumas coisas que vejo. Afinal, que não gostaria de viajar o tempo todo? Quem não gostaria de ter uma casa de Pinterest? O desejo é normal do ser humano. A gente almeja algumas coisas que vê. Nada de errado nisso!

Imagem: Julie Winegard

Apesar de ver coisas que quero para a minha vida em timelines alheias, eu sei que a minha vida é muito boa. Já passei dessa fase de achar que eu não tinha nada porque via pessoas no Instagram que, aparentemente, tinham tudo. E esse tudo não é só bens materiais, mas também felicidade na família, nas amizades, nos relacionamentos, na vida perfeita...

Mas aí é que tá: quem disse que eu não tenho tudo isso? Quem disse que eles têm tudo isso? Uma foto milimetricamente editada? Certeza que não! Precisamos aprender que redes sociais não representam um todo de uma pessoa. O que vemos ali é uma parte muito bem editada, com filtros (literalmente)! 

Quando posto foto de manhã cedinho no meu Instagram, estou de pijama, com o rosto oleoso e descabelada na minha cama. Nem todos os dias eu como em restaurantes incríveis que rendem imagens para o meu perfil. No dia a dia, maquiagem é uma coisa quase nula na minha vida, só uso quando vou sair ou preciso fazer algo para o blog. 

redes sociais mentira
Aquela quantidade de likes realmente conta na hora de você ser amada na vida real? Os elogios são reais? A pessoa que diz que te adora na foto do Instagram fala isso pessoalmente? Te chama para tomar uma cerveja e colocar o papo em dia? 

Então, olhe um pouco mais de perto para a sua vida. Ela não é entediante só porque você não tem tantas roupas quanto fulana x nos seus looks do dia. Você não tem uma vida triste. Olhe além do seu celular. Olhe para fora. Veja seus amigos, sua família, quem você é e o que pode ser. 

Esse conceito incoerente de vida perfeita faz com que a gente se esqueça da vida real. A gente fica desejando tanto a perfeição do outro que esquecemos de olhar ao nosso redor, longe do celular, e ver o que temos as nossas mãos. Pode não ser dinheiro, pode não ser um passaporte todo carimbado ou um closet recheado, mas temos coisas boas sim.

Podemos desejar uma vida melhor sem precisar se basear no que os outros vendem nas redes sociais. Porque o que está ali, nem sempre é verdade. Fotos "perfeitas" podem mascarar o cheque especial, o nome no SPC, o relacionamento falido, a depressão, os transtornos, a falta de emprego, a solidão, a carência, e mais um monte de problemas que ninguém vai descer do salto para fazer textão sobre no Facebook.



Comments

segunda-feira, julho 25, 2016


..

Demorei, mas me rendi ao Snapchat! Quando o aplicativo surgiu, eu nem me atentei muito a ele. Depois, quando já tinha criado o meu perfil, demorei para me acostumar com a dinâmica do programa. Quem me acompanha sabe que eu não costumava postar muito, mas agora estou pegando ritmo! 

Agora que o vício bateu e eu perco um bom tempo tentando zerar a minha historia, rs, vim contar para vocês o que estou gostando de assistir no Snapchat. Eu sigo muita gente, até mais do que eu deveria, mas já identifiquei alguns favoritos. O tipo de snaps que gosto é bem diversificado, vejam só:



1. BRAZCAIO
Eu sinto uma admiração absurda pelo Caio Braz. Já o acompanho há tempo, mas o seu canal no youtube e seus snaps me fizeram admirá-lo ainda mais. É uma pessoa inteligente, culta, divertida e inspiradora. Adoro vê-lo no aplicativo se divertindo horrores com seus amigos, indicando livros e músicas, mostrando o seu trabalho no GNT e fazendo reflexões sobre a vida! 

2. LUISA.ACCORSI
A Luisa é blogueira e eu a acompanho há muito tempo, desde o comecinho do seu blog. Ela é uma fofa e o que mais gosto no seu snap é ver o dia a dela com a família (acho a mãe maravilhosa!) e não perco uma só atualização quando ela viaja. Parece que a gente vai junto, sabe?

3. RODRIGOFALCO
Essa dica é pra quem, assim como eu, gosta de desenho e ilustração. O Rodrigo sempre mostra o processo de suas aquarelas no snap. Dá dica de cores, de técnicas e é muito gostoso acompanhar cada traço que ele faz no papel. Me inspira bastante!

4. SARAHG0MES

O perfil da Sarah é bem de lifestyle! Eu comecei a acompanhá-la no Instagram por gostar muito do seu estilo de se vestir. No snap dá para ver a sua vida um pouco mais de perto e é uma boa dica pra quem gosta de comer bastante, já que ela sempre posta comidinhas deliciosas - da gourmet a feita em casa!

5. BIAPEROTTI
A Bia, para mim, é uma das melhores blogueiras do país. Tem um estilo único e é muito legal ver os seus "achados" de moda e também os looks incríveis que ela veste - especialmente se você gostar muito do estilo boho!

6. MOCHILANDO
Um prato cheio para quem gosta de viagens! No Mochilando, um perfil colaborativo, pessoas que estão no mundo inteiro podem postar snaps mostrando o que há de melhor no local onde estão viajando - ou onde moram. 

7. MAGAVILHAS
Quem não conhece a Magá Moura precisa conhecer já! Ela tem um estilo único com muita cor, brilho e cabelos diferentes, amo! O snap dela é muito divertido, especialmente quando está na balada ou viajando por aí!

8. NUTAGWS
A Nuta é fundadora do blog Girls With Style, um dos melhores que a gente tem na atualidade. O snap dela é bem vida real e por isso mesmo é gostoso acompanhá-lo. Gosto especialmente quando ela tira cartas de tarô, uma pena que faz tão pouco!

9. STUDIODIY
Uma delícia para quem gosta de colocar a mão na massa e fazer seus próprios objetos. Tem alguns tutoriais, o dia a dia do blog e também um escritório para deixar maluco qualquer um que adora trabalhos manuais!

10. VICQUEEN

Sigo a Vic há um tempão no Instagram e ela é a responsável pelos rombos no meu cartão de crédito, rs. O estilo dela de se vestir é tão incrível que todas as roupas que ela mostra no snap eu quero comprar. Além disso, sempre rola dicas de músicas bem legais! 

...............................................................................

Gostaram das dicas? Acho que o Snapchat chegou e já se consolidou como um aplicativo para mudar a nossa forma de fazer vídeos online,concordam? Andei lendo sobre isso e, olha, quem ainda não tem e trabalha com produção de conteúdo na internet, está comendo mosca.
Eu ainda posto menos que gostaria, mas estou mudando isso. Quem não me segue, óh, é BLOGHEYCUTE. Nos vemos lá? ;)


Comments

terça-feira, julho 19, 2016


..


Eu sou um pouco resistente à tendências que parecem ser passageiras, sabe? Algumas delas seguem ideias mirabolantes que não fazem muito o meu estilo e não quero gastar dinheiro com uma coisa que vou usar pouco mais de duas vezes. Apesar disso, é claro, algumas acabam entrando meu guarda roupa. Com resistência, confesso, isso tem acontecido com a pantacourt!

Essa ideia vem chegando as pouquinhos desde que aceitamos o comprimento midi em nossas vidas, rs. As calças pantalonas, que têm o modelo parecido com a pantacourt, encurtaram seus comprimentos. Além disso, ano passado a gente teve aí um ensaio da volta das bermudas femininas. Com isso, a calça um pouco mais curta acabou ganhando espaço e alguns poucos admiradores - porque antes ninguém aguentava uma calça "pega frango", né? haha 


E as pessoas resistiram à ela. Torceram o nariz mesmo! É algo diferente e que quando você vê, pensa: será que tenho estilo para segurar uma peça assim? Mas o bom disso é que as pessoas estão deixando os questionamentos a respeito de combinar ou não de lado e apostando na ideia que passeia entre diversos estilos - o que também é incrível! 

Depois de olhar para a pantacourt com mais carinho, vejo o quão versátil ela é. Passeando entre looks do dia a dia a eventos formais, do básico ao luxo, do romântico ao sexy... É algo que, literalmente, dá para usar com tudo e é para todos. Sim, você, menina baixinha, não precisa ter medo da calça. Olhe blogueiras Luísa Accorsi e Carol Burgo que têm estilos completamente diferentes, mas a altura em comum e vestem uma pantacourt como ninguém! 


Eu percebi que a pantacourt pegou quando vi que ela estava mais acessível, deixando o mundo mágico do Pinterest e entrando em lojas de departamento, o que é muito bom para desmitificar o uso da peça. Fui convencida de como ela é legal, estilosa e como agrega informação de moda a qualquer produção basicona. 

Quero que a tendência fiquei por um bom tempo justamente por isso, para que a gente tenha opções de coisas diferentes, que vão além do jeans skinny de todo dia, para compor looks diferentões a qualquer hora e ocasião.

Vocês gostam da peça? Usariam ou ainda são resistentes?

Comments