sexta-feira, setembro 23, 2016


..

resenha da base fit me da maybelline - maquiagem pele negra

Faz um tempinho que vocês vêm me pedindo resenha da fase Fit Me, da Maybelline. A novidade, segundo a marca, foi trazida ao Brasil com nova fórmula, que promete se adaptar à pele das mulheres brasileiras. Fiquei testando o produto durante mais ou menos um mês e conto para vocês no vídeo abaixo o que achei sobre ele: 




Comments

quarta-feira, setembro 21, 2016


..


Na última semana recebi aqui em casa uma novidade muito legal: batons líquido matte da Kiss New York, na linha RK by Kiss. Logo de cara achei as cores bem diferentes, sabe? Como todos os dias a gente vê lançamentos de batons, fica difícil achar alguma novidade nos tons, aí é legal ver que ainda dá para extrair outras cores sim.


A primeira coisa que me chamou atenção foi a embalagem. Que coisa mais bonitinha ela toda colorida, né? E outra coisa bem legal é que o material é todo fosco, parece emborrachado. O melhor é que a cor da embalagem dá um spoiler de todos os 10 tons de batom. Os dois não são exatamente iguais, mas dá para ter uma boa ideia do que vamos encontrar.


Os tons clarinhos são os mais diferentes para mim - e também os mais difíceis de passar. Confesso que alguns deles eu não usaria porque não ficaram legal na minha pele. Vocês sabem, pra mim, quanto mais escuro o batom, melhor. Apesar disso, têm dois tons de nude aí que são uma graça, óh:
  • Mirage: o tom mais lindo dessa gama de cores. Ele é um nude com fundo rosa queimado. Acho que fica bonito em qualquer tom de pele e deve ficar incrível com uma maquiagem mais marcada, como olho esfumado em preto.
  • Crème: este aí entra na gama dos diferentões. Como diz o nome, é um tom de creme quase branco. Muito, muito claro mesmo. Não é um nude fácil de usar, sabe? Em mim mesmo, não rolou!

  • Wonderland: ousada é pouco para definir essa cor - e olha que eu uso batom azul e preto, hein! Wonderland é um tom de lilás bem claro (dependendo da luz fica azul ou branco) e é outro bem difícil de usar. Sozinho nos lábios eu não encaro, mas quero tentar misturinhas para ver como ele se comporta.
  • Narcissism: um coral bem lindo, com cara de verão, sabe? Achei um dos tons mais bonitos de toda a coleção. Tem chances para bombar!
  • Think Pink: este não se parece muito com a embalagem... É bem mais claro e frio. Tem vibes Snob, da MAC, que eu, particularmente, tenho pavor rs. Além disso, é super, super difícil de passar por manchar muito e não dar um acabamento uniforme.
Mirage

Crème

Wonderland 

Narcissism 


Agora sim começam os tons que eu gosto e uso bastante, os mais escuros! Quer dizer, não é que eu não goste de batons claros, tons de nude. Eu gosto sim! Mas o que vocês mais veem nos meus lábios são cores que puxam para o vermelho, vinho... Então são elas que estão na minha zona de conforto.


Nessa gama de tons a gente começa pelo laranja, passando pelo rosa e o vermelho, até chegar ao vinho:
  • Crush: um laranja de verdade, super vivo, chamativo e que tem a cara do verão. Parece que ele grita 40 graus, sabe? Dependendo da luz, pode puxar para um vermelho super aceso, mas ao natural é laranja mesmo.

  • Fiesta: ao contrário do rosa da turma anterior, este é maravilhoso. Também clama por verão por sem bem aberto. É o tipo de cor que usaria com uma maquiagem levinha e roupa toda branca!

  • Ruby: o meu favorito <3! Eu não resisto a um vermelho e este foi uma grata surpresa. Pessoalmente, a embalagem puxa bem para o bordô, então, acho que a cor seguiria essa mesma vibe. Mas não, vi nos meus lábios um tom de cereja lindo, lindo, lindo. Daqueles que sei que vou usar até acabar. Um clássico sem erros!

  • Queen: outro que a embalagem me enganou. Achei que seria um roxo mais aberto, mas não. Ainda bem, porque me cansei um pouco da febre dos roxos, rs. Ele é escuro, com um fundo rosado belíssimo. Pena que mancha bastante na hora de passar! :/

  • Rosy: por fim, o bordô que estava esperando na outra embalagem. Pessoalmente, ele puxa mais para o marrom do que mostra na foto, mas é um tom muito bonito e chique!
Crush

Fiesta

 Ruby

Queen 

 Rosy

Além da embalagem toda colorida e fosca, os batons da RK by Kiss têm outra coisa diferente: o aplicador! Ele é de esponja, mas bem achatado e maleável, o que ajuda - e muito! - na hora de contornar os lábios. 

Assim como diz a marca, o batom tem a textura cremosa e o acabamento matte, ou seja, ele não seca totalmente na boca. De certa forma, isso não é muito bom. Gosto porque deixa os lábios bem confortáveis, mas desgosto porque o tom acaba saindo com mais facilidade.



Além disso, quanto mais camadas você passar, mais grosso e cremoso ele vai ficar. Algumas cores têm a pigmentação muito boa a não mancham - como a Mirage, Narcissism, Ruby, Crush e Rosy -, aí a textura fica completamente uniforme, avelulada e mais sequinha apenas com uma camada.

Já outras - como Crème, Wonderland e Think Pink - mancham muito, muito mesmo. E como o batom não seca completamente, não é possível consertar os "buracos" nos lábios com uma nova camada. São chatos, bem chatos mesmo de passar.

A durabilidade é bem ok - caso você não coma nada. Ficou direitinho durante umas 4 horas na minha boca, mas aí comi e ele saiu no meio. Normal entre batons, né? Não me incomodou! No mais, achei as cores bem bonitas e diferentes, mas acho que a marca precisa trabalhar na pigmentação e numa textura mais seca para algumas delas! =) 

Os batons líquido matte RK by Kiss, da Kiss New York, custam, em média, R$23,90 e já podem ser encontrados em farmácias e perfumarias!



Comments

terça-feira, setembro 20, 2016


..


No próximo dia 25, domingo, a cultura africana terá um espaço muito legal aqui em BH. Trata-se do Africânia, evento que acontece na quadra da escola de samba de Cidade Jardim, e traz moda, cultura, música e beleza negra. Além das diversas atrações, será realizado também um desfile da marca social L'Afrikana, que tem suas peças produzidas no Quênia. Incrível, né?

Os modelos, todos negros, obviamente, foram escolhidos por meio de uma seleção de novos talentos da agência Next Models BH em parceria com o estúdio Le Bleu Fotografia. Além do desfile, o evento também vai ter apresentações musicais com ritmos influenciados pela cultura africana.

Segundo os organizadores, o Africânia surgiu com a ideia de celebra, promover, incluir e representar a cultura negra no universo da moda. E linkando com o post de ontem, em que falo sobre a atriz Lupita Nyong'o na capa da Vogue, representatividade na moda é pra lá de importante! =)


A marca em destaque, L'Afrikana, produz roupas feitas com tecidos africanos e todo o trabalho é feito por refugiados de guerras no continente africano. A venda dos produtos ajuda a gerar renda, trabalhar a criatividade e proteger mulheres vítimas de violência. Resumindo: é um trabalho de inclusão e empoderamento feminino e negro para se encher os olhos. Aqui em BH a marca é vendida na loja Maria Carlota, que fica no bairro Santo Antônio. 


Os ingressos para o Africânia podem ser encontrados no Sympla (www.sympla.com.br) pelo valor de R$25,00. Vamos? =)

Comments

segunda-feira, setembro 19, 2016


..

Lupita Nyong'o, pra mim, é uma das maiores figuras públicas na luta da representatividade negra e contra o racismo que temos atualmente. Conhecemos a moça a fundo há pouco tempo, quando ganhou o Oscar de melhor atriz coadjuvante pelo seu trabalho no magnífico "12 anos de escravidão", mas, mesmo que muita gente ainda não a conheça, o trabalho que faz pelos negros é de se aplaudir de pé.

Capa da edição de setembro da Vogue EUA em 2014, a atriz volta a estampar lindamente a revista para a edição de outubro deste ano. Como fiquei ao vê-la pelas lentes de Mario Testino? Isso mesmo, caidinha no chão!


A chamada de capa já me arrepiou todinha: "Eu quero criar oportunidades para negros". Quando digo que representatividade importa, é disso que estou falando. É sobre ter alguém como Lupita para me inspirar e saber que, assim como eu, ela luta por igualdade e faz questão de mostrar isso a todo momento para que outros negros possam ter força para lutar também.

Em trecho da entrevista, ela diz: “Eu quero criar oportunidades para outras pessoas de cor, porque sou sortuda o suficiente de ter uma plataforma para fazer isso. É por isso que ‘Eclipsed’ [peça na qual atuou] e até ‘Rainha de Katwe’ [um de seus próximos filmes] são tão importantes, pois servem para mudar a narrativa e oferecer uma nova visão da identidade africana.”



As fotos para matéria foram feitas no Quênia, país em que a atriz cresceu - pra quem não sabe, ela nasceu no México. O local foi escolhido para que a bonita mostrasse ao mundo a vila onde viveu e também as pessoas e os cenários que fizeram parte de toda a sua vida. Além de Pantera Negra, o próximo grande trabalho de Lupita é A Rainha de Katwe, uma produção que se passa na região da Uganda (ela está com os atores do longa na foto acima).


Esta na foto acima é a avó paterna da Lupita, Dorca. Aos 96 anos idade, com esse brilho na pele e sorriso no rosto, ela comanda no país uma instituição para pessoas pobres e crianças orfãs que moram na região. E abaixo estão os pais da atriz, Peter e Dorothy. Ele é um senador que representa o condado de Kisumu e ela diretora administrativa da Africa Cancer Foundation. Na próxima imagem, os estudantes da escola Ratta, no Quênia. 



Ainda sobre representatividade e ativismo negro, ela diz à revista: "O padrão de beleza europeu afeta todos nós. Lembro que no começo dos anos 2000 tinha um anúncio na TV com uma menina que não conseguia emprego. Então ela usava um produto, clareava a pele e conseguia o trabalho". (...) "O endeusamento da pele mais clara é uma coisa comum em Nairobi. Somos levados a acreditar que há alguém melhor que nós."

Acho que nem preciso falar nada sobre o que ela diz acima, né? Só posso, infelizmente, com experiência própria, concordar. 


Vou comprar a revista no mês que vem para ler a matéria completa, mas já adianto que estou orgulhosa. Me sinto muito bem ao ver mulheres como Lupita me representando. Cresci numa sociedade em que quem me representava, como mulher, não tinha nada a ver comigo - ou seja, sem representatividade alguma.

Então, quanto mais eu ver meus iguais em capas de revista, na TV, no cinema ou em qualquer outro lugar em que possam se posicionar de forma inspiradora, mais esperanças vou ter pelas crianças negras que vêm aí no futuro. :)

Comments

..


Um pouco mais tarde do que o normal, mas antes tarde do nunca, vim mostrar para vocês os meus favoritos do mês de agosto! Como falo no vídeo abaixo, tenho usado menos produtos ao longo dos meses para não abrir um monte de coisa ao mesmo tempo, sabe? É melhor porque, assim, evito desperdiço! 

Como em agosto ainda estávamos com um friozinho bem gosto aqui em BH (inclusive, saudades!), os óleos corporais ganharam ainda mais espaço na minha vida. Só com eles consigo manter a minha pele descente numa época tão seca. O que falei sobre o resto dos produtos, vejam no vídeo abaixo:


Produtos citados:
  • Óleo corporal, linha Encanto Irresistível - Avon
  • Esfoliante em óleo de framboesa e pimenta rosa, linha Tododia - Natura
  • Sérum clareador facial Melan-Off - Adcos (resenha aqui)
  • Pó translúcido compacto, linha Fit Me - Maybelline 


Comments