De Belo Horizonte | Brasil
Beleza Negra | Moda | Comportamento

Comportamento

Textos de comportamento para deixar a sua vida melhor!



Pensando um pouco sobre novos hábitos

Pensando um pouco sobre novos hábitos

Dias desses eu estava pensando sobre os meus hábitos no dia a dia e fiquei muito chateada comigo mesma. Percebi dois pontos que me incomodam e atrapalham muito: eu sou uma pessoa bagunceira e procrastinadora. 

Acho que o mal de todo mundo hoje é a procrastinação. A gente sabe de tudo que precisa fazer, têm consciência da urgência das tarefas e mesmo assim fica rolando a timeline do Instagram sem nenhum propósito ao invés de cumprir nossa agenda. Junto a isso, vem essa desorganização terrível que faz com que eu perca as coisas dentro da minha própria casa, esqueça compromissos e me perca na minha própria bagunça.

Como eu dependo somente de mim mesma para tirar minhas coisas do papel, percebi que tudo isso está sabotando minha vida, minha carreira e meus planos. Depois de ficar uns 10 minutos me sentindo uma pessoa horrível, percebi que eu também sou a única pessoa que pode mudar isso. Então eu vou me forçar a mudar. 

Todos nós somos um pouco falsos nas redes sociais

Todos nós somos um pouco falsos nas redes sociais

Dia desses eu estava conversando num grupo no Facebook (sim, todos os meus textos nascem a partir de conversas que tenho por aí!) sobre as fotos que a gente posta no Instagram. Algumas das meninas estavam falando sobre pessoas que fazem caras e bocas, mil poses e até mesmo questionando a felicidade real por trás daqueles cliques.

Eu concordava com algumas questões, mas ao mesmo tempo pensava que todo mundo é um pouco falso nas redes sociais. Eu, como blogueira, posto mais de uma foto por dia porque, né, é o meu trabalho e eu preciso alimentar as mídias que uso para isso. Mas também conheço pessoas que não trabalham com a internet e alimentam suas redes sociais com os melhores cliques possíveis, nas poses mais bonitas e até mesmo com o famigerado feed organizado.

Algumas coisas importantes que aprendi em 2017

Algumas coisas importantes que aprendi em 2017

Este ano foi muito especial para mim em muitos pontos. Acho que posso dizer que 2017 foi um dos melhores anos que tive em muito tempo, muito tempo mesmo. Vim de um período de imenso desgaste emocional e acho que posso dizer que estava acabada – no sentido mais literal da palavra.

Já falei algumas vezes sobre isso aqui, mas os últimos anos não foram nem um pouco fáceis. Muita dor, raiva, culpa, arrependimento, solidão, tristeza e tudo aquilo que faz com que a gente se isole e apenas sobreviva durantes os dias. Quando olho para os meses de 2017, eu penso que as coisas acontecem porque têm que acontecer e que a gente não recebe um fardo maior do que pode carregar.

Agora, neste finalzinho de ano, resolvi parar e pensar em tudo que aprendi em 2017. Essa lista não só é para compartilhar com você que pode estar passando por um momento difícil, como também para eu mesma me lembrar que, de alguma forma, tudo passa e as coisas podem sempre melhorar! 🙂

Sim, você pode ajudar a combater o racismo (mesmo não sendo negro!)

Sim, você pode ajudar a combater o racismo (mesmo não sendo negro!)

Para pessoas negras, é fácil pensar em maneiras de combater o racismo. Quer dizer, não digo fácil, mas sim rotineiro. É uma situação pela qual a gente passa desde que o mundo é mundo e, infelizmente, precisamos lidar com isso o tempo todo das mais diversas maneiras.

Certa vez, uma amiga branca me disse que não sabia como ajudar as pessoas negras, não sabia como ajudar a frear o racismo que elas sofrem. Realmente, você, também branco, pode ter dúvidas sobre isso, mas é mais fácil que se imagina.

Onde Estou

Brasil - Belo Horizonte

Fale Comigo

karla@heycute.com.br comercial@heycute.com.br

+55 - 031 | De Belo Horizonte, Brasil | Hey Cute - Por Karla Lopes | AXIOM © 2017 All rights reserved.