A gente foi criada para enxergar outras mulheres como rivais – e isso é notável em várias situações. A gente já se orgulhou de ter mais amigos homens, olhou torto para alguma mulher que usava uma roupa mais bonita que a sua numa festa ou falou mal de uma mulher sem ao menos saber o porquê.

E deixando claro aqui, a gente não precisa amar e idolatrar uma pessoa ruim, com atitudes questionáveis ou que nos faz mal só porque ela é o mulher. A questão é que a gente sempre foi ensinada a estar melhor que qualquer outra mulher no mesmo ambiente em que estamos.

Apesar dessa marca ter sido introjetada nas nossas veias desde sempre, à medida em que vamos desconstruindo este pensamento percebemos que não precisamos ser rivais e o resultado é uma rede incrível de mulheres unidas que vem crescendo a cada dia.

Nessa força que encontramos umas nas outras é possível sempre se ajudar. É aquele olhar que comunica a segurança, compreensão e irmandade que passamos silenciosamente. Tendo essa consciência, é possível sempre ajudar e apoiar outra mulher em diversas situações óh:

– Divulgue e enalteça o trabalho de outras mulheres

Quem trabalha por conta própria sabe a dificuldade que é ter o seu trabalho divulgado e reconhecido. Se você conhece alguma mulher que faz um trabalho incrível, porque não divulgá-lo de alguma forma? Seja compartilhando o link de um vídeo, de um post (como esse :D) ou mostrando o perfil dela no Instagram para algum amigo, qualquer forma de divulgação é importante para que esse trabalho seja enaltecido. Ah, e se alguém te pedir indicação para um trabalho, não se esqueça das mulheres que você conhece e pode executá-lo. Indicar mulheres é sempre importante!

– Apoie iniciativas criadas por mulheres

Da mesma forma, o apoio a iniciativas de outras mulheres é super importante. Procure participar, divulgar e apoiar grupos que ajudam mulheres, eventos, shows, festas, rodas de conversa, enfim, qualquer coisa criada por outra mulher e que você acha que deve alcançar mais pessoas.

– Ajude mulheres em situação de perigo

Essa rede de apoio que vem ganhando cada vez mais força serve também para que você reconheça outra mulher numa situação de perigo. Casos de assédio na rua, numa festa ou em qualquer lugar, situações que a mulher não perceba que corre algum tipo de perigo, uma mulher andando à noite sozinha na rua e muitas outras que a gente já passou, passa ou ainda vai passar em algum momento da vida. Às vezes, um bilhetinho avisando a uma mulher que tem um cara a encarando no ônibus por exemplo pode salvá-la de uma situação de risco.

– Não veja outra mulher como rival

Como disse no começo do texto, a gente foi criada para se odiar. Sim, fomos! E faz parte dessa desconstrução entender que a gente não precisa odiar uma mulher pelo simples fato dela ser mulher, a gente precisa parar de enxergar competição onde não tem. Também como escrevi no começo do texto, a ideia não é se amar incondicionalmente, mas sim não se odiar por nada.

– Respeite o tempo de outra mulher

Pode ser que sua amiga não tenha o mesmo nível de desconstrução que você, e tudo bem. Se ela está no caminho para isso, ótimo. Você pode ajudá-la conversando, indicando leituras, vídeos, áudios e outras ferramentas para esse caminho. Se ela não está interessada, tudo bem. Cabe a você não querer força-la a entender e a ela também respeitar o seu ponto de vista.

– Respeite também as diferenças e não oprima outra mulher

Ouça o que mulheres diferentes de você tem a dizer e não queira deslegitimar a fala de alguém que tem uma vivência diferente da sua. Somos iguais enquanto mulheres, mas as nossas pautas de lutas nem sempre são as mesmas. Reconhecer seus privilégios não é errado. Errado é não abrir os olhos para outras mulheres e achar que a luta de todas deve ser pautada a partir da sua bolha social.

– Comemore as conquistas de suas amigas

Tem coisa mais gostosa que conseguir algo importante e ter amigas ao seu lado para comemorar? É muito legal ter para quem contar sobre suas vitórias, ser ouvida e celebrada em conjunto.

– Elogie outra mulher

Como já falei neste texto aqui, a gente não está muito acostumada a receber e fazer elogios. E quando digo elogio, não é só sobre aparência. É sobre seus feitos, sua inteligência, sua capacidade, seus trabalhos. Vamos quebrar essa corrente e elogiar mais?

– Não seja uma amiga abusiva

Amizades também podem ser abusivas e isso infelizmente acontece bastante. Não seja a pessoa que coloca sua amiga para baixo, que não reconhece seus feitos, que menospreza sua capacidade, que quer sempre sair por cima, que não ouve ou só quer falar de si o tempo todo. Seja a amiga que você gostaria de ter.

A gente vem vivendo nesse momento maravilhoso em que olhos estão cada vez mais abertos para ajudar outras mulheres. É preciso passar essa corrente pra frente, sabe? Se a gente se ajuda e se une, vai ser cada vez mais difícil lutarem contra nós. Vamos sempre lembrar que a luta ela nunca é solo, ele sempre conjunta, de mãos dadas. 🙂

Live a Reply

Onde Estou

Brasil - Belo Horizonte

Fale Comigo

karla@heycute.com.br comercial@heycute.com.br

+55 - 031 | De Belo Horizonte, Brasil | Hey Cute - Por Karla Lopes | AXIOM © 2017 All rights reserved.