1 Flares Filament.io 1 Flares ×

Pra muita gente, quando se fala de moda, a primeira palavra que vêm à cabeça é: padrão! E não culpo essas pessoas. No mundo da moda tem, sim, muito pode não pode, muita regra, muito preconceito e, claro, muito padrão.

Por um bom tempo eu me submeti a tudo isso – e aposto que você que está aí me lendo também. Talvez por isso algumas pessoas se afastem desse universo que é maravilhoso em diversos pontos e que, de uns tempos pra cá, tem tido suas regras quebradas (ainda bem!).

A gente não está ligando muito se a roupa x ou y combina com nosso corpo, já perceberam? Usamos calças que seriam um crime porque encurtam nossas pernas, nossas roupas pararam de marcar tanto a silhueta, o que não era considerado nem um pouco sexy ou feminino, nossa altura parou de impedir muita coisa, assim como nosso peso.

Existem algumas tendências as quais eu atribuo essa quebra de padrão: pantacourt (aquelas calças que antes eram chamadas de pega frango pelas nossas mães e avós), saia midi e oversized (peças bem largas e grandes). Isso, claro, relacionado ao fato da gente entender que não precisamos nos adaptar à moda, mas sim o contrário. É a moda que precisa se adaptar à nossa vida e aos nossos corpos, além de entendermos que podemos usar o que quisermos, sem ninguém ditando regra quanto a isso.

Eu, por exemplo, sou considerada pequena para usar pantacourt, já que a calça encurta minha silhueta. No caso, deveria usar com um sapato de salto, de preferência um que deixa o peito do pé à mostra para alongar as pernas (sim, eu sei todas essas regras). Bom, no caso, eu uso pantacourt e sem salto ou de bota bem fechada – e me sinto maravilhosa assim.

As peças mais largas, números maiores do que as que se “encaixam” ao corpo, também têm um papel importante nisso. Elas mostram que a gente não precisa colocar nossas curvas pra jogo o tempo todo e que isso não vai fazer com que você seja menos feminina para os outros.

Não esqueço de uma vez em que postei uma foto de biquíni no Instagram e algumas pessoas disseram que eu escondia meu corpo por causa das roupas que usava. É um comentário estranho, concordam comigo? Será que falariam isso se eu tivesse outro peso? Fica aí o questionamento! Gosto de, às vezes, sair bem Kardashian por aí, mas pra mim também não é problema vestir roupas mais largas. Mostrar ou não o corpo não deveria ser regra para eu me vestir, entende?

Por falar nas Kardashians, eu sempre tive a bunda bem grande, rs. Assim como o quadril! E morria de vergonha disso porque uma vez me disseram que era vulgar marcar essas partes do meu corpo. Então, todos meus vestidos, por exemplo, eram mais largos abaixo da cintura para me deixar mais bela, recada e do lar. Bom, pela foto acima, vocês podem perceber que isso mudou bastante – ainda bem!

Você pode e deve se vestir como quiser!

A gente aprendeu a desconstruir a silhueta perfeita que tanto se pregava por aí. É claro que muitos lugares ainda insistem nessa questão de regras de moda, mas é importante perceber que muitos outros estão chegando para mostrar que você pode vestir o que quiser e da forma que quiser.

Sempre me disseram que moda é uma forma de se expressar, e eu concordo fielmente com isso. Então, se você quer se expressar, pra que deixar alguém ou algo dizer como você deve fazer isso? O que pode ou não pode? Lembre-se sempre que, no final das contas, o importante ao se vestir é como se você sente dentro de si mesma e em frente ao espelho, independentemente do que dizem por aí! 🙂


Users who have LIKED this post:

  • avatar
1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 1 Email -- LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 1 Flares ×