0 Flares Filament.io 0 Flares ×
Existem duas razões para eu sumir do blog e de algumas outras redes sociais, como Youtube e Instagram: falta de tempo por causa da correria do dia a dia do trabalho e bloqueio criativo. Confesso que a segunda me pega muito mais no blog, porque, mesmo sem tempo, eu escrevo relativamente rápido. Basta me dar um tema e ter cabeça para fazê-lo que, pronto, ele nasce.
Nestes últimos dias meu bloqueio criativo criou morada na minha vida. Abro o Word ou pego uma folha em branco e, adivinhem? Nada sai! E isso é horrível porque me gera uma ansiedade gigantesca por não estar produzindo e/ou procrastinando em projetos que são meus, que me deixam feliz e dependem somente de mim mesma.
Minha caixa de emails está lotada por falta de tempo para respondê-los e o Youtube, como acontece desde sempre, está lá desatualizado há duas semanas. Antes isso quase me matava e me fazia produzir qualquer coisa para manter tudo em dia, tudo em ordem. Pior erro que cometia porque, mesmo atualizando, sentia que o que fazia era um lixo e sem propósito.
Não gosto de alimentar o monstro do bloqueio criativo, mas também não gosto de deixá-lo me pressionando contra a parede e me dando dores de cabeça desnecessárias. Como já falei em alguns outros posts, eu faço muitas coisas ao mesmo tempo – e quem me conhece sempre diz que meu dia deveria ter 48h.
Com as coisas que dependem somente de mim, ou seja, meu trabalho fora jornalismo e produção de conteúdo para os outros, aprendi a respeitar o meu tempo. Se antes me forçava à perfeição, às coisas em dia, hoje não mais. Vocês não vão me ver vindo aqui no blog atualizá-lo só por atualizar. Quando eu escrever aqui, podem ter certeza que eu quero passar algo através da publicação – seja uma dica de beleza ou um textão de comportamento como este. 
O que quero dizer é para vocês se respeitarem. Ter um bloqueio criativo é mais comum do que a gente pensa, especialmente quando trabalhamos O TEMPO TODO com criatividade. Eu escrevo praticamente todos os dias, textos diferentes, com abordagens diferentes. Se o meu cérebro para? É claro que para! Ele não é de ferro! 
Quando isso acontecer com vocês, não se forcem demais. Tentem até onde der. Se não sair nada, deixem o seus projetos pra lá um pouquinho. Vá ler alguma coisa, dar uma andada no parque, correr, se gostar, dormir, ouvir uma música… Vá fazer qualquer coisa que não tenha a ver com o projeto em si e procurem se inspirar de forma natural.
A inspiração, mores, ela vem. Ela SEMPRE vem, então, fiquem tranquilos. A prova disso é que escrevi este texto que você está terminando de ler em 5 minutos e, inclusive, estou pronta para escrever mais um. O monstro do bloqueio criativo foi dormir e eu espero que seja um sono bem longo para que eu consiga produzir coisas que fazem sentindo pra mim e pra vocês. Afinal, não vim ao mundo para contentar fazer algo meia boca, né? E vocês também não!
2+
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×